Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo
dialogo 800x450

Políticas Habitacionais de Interesse Social

00:00:00/00:00:00
Download
Neste episódio, falamos com o secretário de Habitação e Regularização Fundiária, Carlos Gomes, sobre o mapeamento dos Núcleos Urbanos Informais, o Projeto Residencial 60+ RS e o andamento do programa Nenhuma Casa Sem Banheiro. O titular da pasta da Habitação também tratou do programa A Casa É Sua, que está na terceira fase de execução.

Áudios mais recentes

dialogo 800x450

TEAcolhe ainda maior

No dia 5 de fevereiro, o governo do Estado assinou portarias e convênios que viabilizam a ampliação do Programa TEAcolhe, aumentando para 51 o número de Centros de Atendimento em Saúde (CAS) voltados às necessidades específicas das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). O Rio Grande do Sul passará a contar com 28 novos CAS que atendem pessoas com TEA. Além disso, o Estado possui oito centros macrorregionais e 30 centros regionais que prestam o atendimento. Agora, há cobertura em todas as regiões, e a meta é chegar a 60 unidades no fim do ano. O TEAcolhe foi lançado em 2021 e hoje é referência para outros Estados do Brasil. Essa política pública significa um investimento anual de R$ 70 milhões do governo gaúcho. Mas como se dá esse atendimento às pessoas com autismo e suas famílias e como funciona a rede de atendimento do TEAcolhe? Entrevistada: Cristielle De Leon, consultora do TelessaúdeRS e integrante do grupo técnico da Secretaria Estadual da Saúde.

dialogo 800x450

Mãe Gaúcha

Neste episódio, um bate-papo com o secretário de Desenvolvimento Social, Beto Fantinel. Ele falou sobre o programa de apoio às mães em situação de vulnerabilidade social lançado recentemente pelo governo: o Mãe Gaúcha. O secretário ainda trouxe detalhes sobre outras ações, como o Volta Por Cima e a entrega de kits de alimentos dentro do Movimento Rio Grande Contra a Fome.

dialogo 800x450

Todos contra a Dengue

Fenômenos climáticos como o El Niño e as chuvas intensas que afetaram o RS nos últimos meses podem ter contribuído para o aumento de casos de dengue no Estado. Em resposta à alta de infecções nas últimas semanas, com a confirmação do terceiro óbito, o governo gaúcho está intensificando as ações de enfrentamento à doença. Dos 497 municípios do Estado, 466 (93,8%) enfrentam infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. A população deve tomar medidas de prevenção à proliferação e à circulação do mosquito, limpando e revisando áreas internas e externas das residências e apartamentos. O uso de repelente também é recomendado para maior proteção individual. Além disso, é importante estar alerta para o aparecimento dos sintomas e buscar o atendimento de saúde quando necessário. Porque dengue mata! Entrevistados: diretor-adjunto do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs), Marcelo Vallandro. Valeska Lizzi Lagranha, bióloga da Divisão de Vigilância Epidemiológica e Jader Cardoso, biólogo do Cevs.

dialogo 800x450

Trabalho Escravo? Aqui não!

O governador Eduardo Leite anuncia o tema deste episódio: o compromisso do governo e da sociedade no combate ao trabalho análogo à escravidão, O 28 de janeiro entrou para o calendário como Dia Nacional de Combate ao Trabalho Escravo, uma data importante para reafirmar a responsabilidade coletiva na prevenção e na erradicação dessa prática injusta e desumana. Em 2023, foram realizadas diversas ações para que o Rio Grande do Sul avançasse na superação desse problema que ainda afeta trabalhadores em todo país. No início deste ano, o governo estadual reafirmou seu compromisso com a causa, ao manter a adesão do estado ao Pacto Federativo para a Erradicação do Trabalho Escravo. A assinatura do documento formalizou medidas que garantirão o funcionamento da Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo (Coetrae/RS). Entrevistados: secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Fabrício Peruchin e Viviane Viegas, diretora do Departamento de Justiça da Secretaria.

Programas

Portal do Estado do Rio Grande do Sul