Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Aprendizagem

A retomada das atividades presenciais nas escolas da rede pública estadual começou a ocorrer no dia 20 de outubro. 

“Desde o final de julho, observamos uma estabilização da velocidade de transmissão e das internações por coronavírus nos leitos de UTI do Estado. Desde setembro, observamos a redução das internações e do número de óbitos. Nossos dados mostram claramente que o RS já atravessou o pior momento e vive uma situação mais controlada, com a população consciente dos cuidados que devem ser tomados e, portanto, podemos dar passos importantes na retomada das atividades”, disse o governador. “Muitas escolas privadas já retornaram, e esse retorno se demonstrou seguro, sem intercorrências, sem problemas. O governo do Estado, que fez todo o dever de casa para permitir um retorno seguro, está promovendo a retomada na próxima semana.”

As escolas são obrigadas a seguir a portaria conjunta 01/2020, de 8 de junho, elaborada pelas secretarias da Saúde e da Educação. O Estado também definiu regras para o transporte escolar, para os refeitórios e para as salas de aula, com distanciamento mínimo entre os alunos, uso de máscara e máximo de 50% de alunos em sala de aula (sempre nos mesmos grupos para facilitar o rastreamento de contactantes, em caso de caso positivo).

O Estado investiu R$ 270 milhões na compra de equipamentos de segurança e de proteção para garantir o retorno seguro às escolas. Do montante, R$ 15,3 milhões foram destinados à compra de equipamentos de proteção individual (EPIs); 9,8 mil termômetros infravermelhos; 328 mil máscaras infantis; 1,9 milhão de máscaras infanto-juvenis; e 1,3 milhão de máscaras adultos.

O retorno dos alunos não é obrigatório – pais e responsáveis podem decidir se querem que seus filhos vão à escola. Inicialmente, será priorizado o retorno presencial para alunos com dificuldade de aprendizado ou de acesso ao conteúdo oferecido pela plataforma Google Sala de Aula.

Para melhor orientar professores, pais e alunos, o Estado disponibilizou uma série de materiais, como cartilhas e documentos, com o detalhamento das orientações e das regras a serem seguidas. Todo o conteúdo pode ser acessado no site 

Histórico 

No início de junho, começou a implantação das Aulas Remotas na rede estadual de ensino. A iniciativa da Secretaria da Educação (Seduc) integrava o modelo híbrido de ensino. 

A ação proporcionou, por meio do Google Classroom, a criação de mais de 37 mil turmas espelhadas e mais de 300 mil ambientes virtuais divididos por componentes curriculares.

O projeto ofereceu internet patrocinada para alunos e professores. Acesse o hotsite clicando aqui

aulas remotas

Para que todos estivessem preparados para utilizar a plataforma, a Seduc capacitou os professores e estudantes da rede.

A primeira etapa, chamada de Ambientação Digital, ocorreu entre 1º e 13 de junho e envolveu o processo de inserção dos professores e alunos na plataforma Google Classroom. Nesse período, foram detalhadas as informações de acesso, como login e senha, para que fosse iniciado o período de capacitação. Nessa fase, os estudantes e educadores iniciaram o processo de aprendizado sobre a utilização dos recursos disponíveis na plataforma.

00:00:00/00:00:00

Saiba como acessar o Google Sala de Aula

Canal oficial do governo gaúcho. INSCREVA-SE e saiba em primeira mão as notícias do Rio Grande do Sul. Siga também nossos perfis no twitter @governo_rs, facebook GovernodoRS e no portal do governo: http://www.rs.gov.br/ Acesse este espaço também par Crédito: Governo do Rio Grande do Sul


A segunda etapa, que começou em paralelo no dia 8 de junho, promoveu as capacitações em Letramento Digital, fornecendo aos professores o conhecimento para a preparação de aulas na forma não presencial. Os conhecimentos digitais dos alunos foram avaliados nessa etapa, a fim de compreender o nível de entendimento sobre a plataforma de ensino. 

Em 29 de junho se iniciaram as aulas que utilizam a Matriz de Referência, definida por componente curricular de cada ano. Ela é a norteadora das aprendizagens para esse novo modelo.

Recursos tecnológicos

Por meio da plataforma Google Classroom foram criadas as turmas por escola e disciplina com todos os alunos e professores alocados automaticamente. O espaço virtual conta com recreio, sala dos professores, serviço de orientação educacional (SOE), coordenação pedagógica e salas exclusivas para capacitação dos educadores.

Acesso à internet

Com um investimento de mais de R$ 8,5 milhões, o serviço de internet patrocinada está disponível para garantir o acesso de estudantes e educadores às Aulas Remotas em todo o Rio Grande do Sul. 

A oferta de internet patrocinada ocorre por meio de um chamamento público de cadastramento das operadoras Oi, Vivo, Tim e Claro e graças a uma parceria do governo do Estado, que investiu R$ 3,1 milhões, com a Assembleia Legislativa, que aporta mais R$ 5,4 milhões em recursos economizados pelo Parlamento que serão repassados ao Executivo para aplicar no projeto.

Com o plano especial de internet, que deve ser utilizado exclusivamente para conteúdos educacionais, o usuário acessa as plataformas de aula do Google e utiliza recursos multimídia, como vídeos, áudios, textos e webconferências, sem pagar por isso. O governo remunera as operadoras pelo uso de dados voltado ao ensino.

Até então, as atividades estavam sendo desenvolvidas na metodologia de Aulas Programadas, que são atividades escolares elaboradas com base em conhecimentos já abordados. 

Aulas programadas coronavírus
Aluno da Escola Cônego Josué Bardin, do município de Vanini, focado nos estudos das aulas programadas - Foto: Ascom Seduc

Entrega de material didático acontece na zona rural
Material didático para alunos de áreas rurais

Para garantir o estudo de alunos das cerca de 600 escolas localizadas em áreas rurais do Estado, a Seduc entregou materiais didáticos e conteúdos pedagógicos diretamente às famílias, especialmente em locais distantes de perímetros urbanos.

TVE exibe aulas preparatórias para o Enem

Em maio, a Seduc e a Secretaria de Comunicação (Secom) lançaram as aulas preparatórias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Pré-Enem Seduc RS), veiculadas diariamente pela TVE de segunda a sexta-feira, das 19h às 22h15, totalizando 20 aulas semanais e 344 horas de preparação para todos os componentes curriculares

Os alunos ainda têm acesso às aulas pelo Youtube, por meio do canal TV Seduc RS, e com os links disponíveis no Portal da Educação e no site da Seduc

Foram selecionados 13 professores da Rede Estadual de Ensino para participar das aulas preparatórias do Pré-Enem. O processo contou com 325 professores inscritos de forma on-line, entre os dias 30 de abril e 5 de maio. Foram pré-selecionados 39 educadores levando em conta o currículo, a prova de títulos e o perfil metodológico para atender os estudantes. Cada profissional enviou um vídeo para avaliação, em caráter eliminatório.

PORTO ALEGRE, RS, BRASIL, 18.05.2020 -Governador Eduardo Leite atualiza situação do enfrentamento ao coronavírus no Estado. Fotos: Gustavo Mansur/ Palácio Piratini
Governador conversou com as professoras Kátia da Rocha (E) e Janaína Casanova, que gravam aulas na TVE - Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Além da teleaula Pré-Enem, os alunos gaúchos poderão contar com mais uma iniciativa totalmente digital, interativa e gratuita para se prepararem para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que será nos dias 14 e 24 de janeiro de 2021, além de vestibulares, durante o delicado cenário provocado pela pandemia. 

De forma inédita no país, a plataforma Resolve Sim oferecerá conteúdos para os 66 mil estudantes do terceiro ano do ensino médio. 

Incorporado ao ambiente do Google Sala de Aula (Google Classroom), que está permitindo aos alunos e professores da rede seguirem com as aulas de forma remota, a Resolve Sim é composta por 48 aulas completas, sendo que metade delas já estará disponível para acesso imediato. Após, haverá aulas novas sendo postadas diariamente.

Capacitação de professores e gestores

Durante a interrupção das aulas presenciais, os professores estão recebendo materiais de estudo de formação continuada e participando de um curso para discussões e elaboração do Currículo Referência da Rede Estadual de Ensino.

Cerca de 50 mil professores participam das atividades via Portal da Seduc.

Os gestores públicos da educação (diretores e vice-diretores das escolas, coordenadores regionais e diretores dos departamentos da Seduc) também estão sendo capacitados por meio do curso de Gestão na Educação desenvolvido em parceria com o Sebrae.

O treinamento contempla conteúdos e encontros on-line com especialistas na área da gestão e aborda temas para a construção de melhorias na gestão escolar.

Capacitação de professores acontece de forma remota
Capacitação de professores ocorre de forma remota - Foto: Divulgação Seduc
00:00:00/00:00:00

Distanciamento Controlado no RS - Episódio 09 - Explicando o Google Sala de Aula

Canal oficial do governo gaúcho. INSCREVA-SE e saiba em primeira mão as notícias do Rio Grande do Sul. Siga também nossos perfis no twitter @governo_rs, facebook GovernodoRS e no portal do governo: http://www.rs.gov.br/ Acesse este espaço também par Crédito: Governo do Rio Grande do Sul

Portal do Estado do Rio Grande do Sul