Seu navegador tentou rodar um script com erro ou não há suporte para script cliente.

Início do conteúdo
Página inicial > Últimas > Emater/RS prioriza leite e horticultura na abertura da Expoagro Cotricampo

Emater/RS prioriza leite e horticultura na abertura da Expoagro Cotricampo

Emater/RS prioriza leite e horticultura na abertura da Expoagro Cotricampo
Emater/RS-Ascar marcará presença na Expoagro Cotricampo, em Campo Novo, que abre nesta quinta-feira (16) - Foto: Cleuza Brutti/Emater/RS-Ascar - Download HD (257,00 kB)

A Emater/RS-Ascar estreará nesta quinta e sexta-feira (16 e 17) na Expoagro Cotricampo, em Campo Novo, dando prioridade às produções de leite e hortaliças. Durante os dois dias da feira, enquanto os portões da Cotricampo permanecerem abertos, das 9h às 19h, serão priorizadas ações que demonstrem a viabilidade técnica e econômica da produção de leite no pasto e que potencializam a horticultura, diminuindo riscos de doenças fitossanitárias. "É um trabalho que envolve pouco recurso financeiro da Emater e muito apoio de parceiros", disse a supervisora da microrregião administrativa de Tenente Portela, Rejane Gollo Fornari. 

Aproximadamente 90 entidades irão participar da Expoagro, no Campo Experimental de 12 hectares da Cotricampo. "É a primeira vez na história da Cotricampo que são abertos lotes para entidades do agro", disse o responsável técnico pelo Campo Experimental, Lucas Kuntzler. "São aproximadamente 35 lotes ocupados com cultivares, adubação, genética e defensivos", completou Kuntzler.

O espaço cedido pela cooperativa à Emater/RS-Ascar em nada lembra a área de campo de alguns meses atrás. Após roçar o local, os extensionistas construíram canteiros, que já estão produzindo pepino, alface, rúcula, beterraba, melancia, além de plantas medicinais e ornamentais. Para diminuir riscos, a Emater/RS-Ascar aposta na proteção do sombrite e na irrigação.
 
O engenheiro agrônomo Gilberto Bortolini, responsável técnico, diz que optou por hortaliças que se adaptam à região Celeiro e cujas sementes podem ser facilmente encontradas no comércio local pelos agricultores.

No espaço voltado à produção sustentável de leite no pasto, o médico veterinário Oldemar Weiller explica que a Emater/RS-Ascar quer enfatizar o manejo. Assim como na horta, há preocupação em selecionar plantas que se adaptem à região, como tyfton 85, capim pioneiro, capim kurumi, milheto, sorgo forrageiro e capim sudão.

"As condições ambientais brasileiras permitem a exploração de leite a pasto o ano todo. Pastagens manejadas intensivamente têm um potencial de fornecimento de nutrientes para produções próximo de 12 quilos de leite/vaca/dia, sem o uso de rações concentradas, o que resulta em um baixo custo de produção e faz com que as pastagens tornem-se um recurso natural que possibilita alta competitividade no uso da terra", disse Weiller.

Participam da construção do espaço da Emater/RS-Ascar na Expoagro extensionistas de Campo Novo, Braga, Coronel Bicaco, Chiapetta, Derrubadas, Esperança do Sul, Redentora, São Valério, São Martinho, Tenente Portela e Tiradentes do Sul.

Texto: Cleuza Noal Brutti/Emater-RS
Edição: Secom 


Endereço da página:

Compartilhar:

Governo do Estado do Rio Grande do Sul